Otoplastia – Orelha em Abano

/Otoplastia – Orelha em Abano
Otoplastia – Orelha em Abano 2018-05-14T15:56:43+00:00

Otoplastia é o nome dado para a cirurgia de correção das deformidades das orelhas sendo a mais comum a “orelha em abano”. É um procedimento simples quando realizado por profissional capacitado e geralmente apresenta resultados muito satisfatórios.

Qual a idade ideal para operar?
A maioria das otoplastias é realizada em crianças com idade entre 6 a 8 anos. Esta faixa etária lidera as estatísticas deste tipo de cirurgia porque coincide com o início das atividades escolares da criança onde a portadora de orelha em abano normalmente começa a sofrer com as brincadeiras dos colegas. Contudo a cirurgia pode ser indicada em qualquer paciente com mais de 5 anos, idade na qual está praticamente completo o crescimento e desenvolvimento das orelhas.

Qual o tipo de anestesia? Preciso permanecer internado?
A anestesia geral é a mais utilizada quando o procedimento é realizado em crianças visto que as mesmas costumam ser pouco colaborativas por ainda não serem capazes de compreender a complexidade do ato operatório. Em indivíduos mais velhos (a aprtir dos 12 anos) é possível fazer a cirurgia com anestesia local com ou sem sedação associada. O tempo de internação varia de algumas horas para casos feitos sob anestesia local até 1 dia quando a anestesia geral é utilizada.

Onde ficam as cicatrizes?
As cicatrizes não costumam representar problemas neste tipo de cirurgia já que ficam posicionadas na parte de trás das orelhas ficando camufladas na dobra de pele onde tendem a tornar-se quase imperceptíveis.

Como é o pós-operatório? Que cuidados devo tomar?
Nos primeiros 3 a 4 dias após a cirurgia, o paciente permanece com um curativo bandado semelhante a um capacete que protege e fixa outros curativos menores que têm a função de manter as orelhas “moldadas”. Após a retirada dos curativos recomendamos higiene cuidadosa e não dormir de lado ou de bruços. Os pontos são retirados após 10 a 15 dias. Durante 3 semanas orientamos o uso de uma faixa elástica (tipo balé ou tipo jogador de tênis) que ajuda a manter as orelhas na posição correta além de servir de lembrete constante para a criança de sua situação de convalescença. Neste período preferimos manter a criança afastada de suas atividades escolares devido ao risco iminente de traumas inadvertidos que podem comprometer o resultado da cirurgia. Por 30 dias proibimos o uso de óculos e capacetes.

O que posso esperar como resultado? O problema pode reaparecer com o passar do tempo?
Os resultados obtidos com a otoplastia em geral são muito gratificantes principalmente nos casos em que não há grandes diferenças entre as orelhas. Tanto os pacientes quanto os seus familiares costumam ficar satisfeitos já que a melhora é grande e em curto espaço de tempo (após 2 a 3 meses já se tem o resultado final).

Quando a técnica é adequada e o pós-operatório feito dentro das exigências do cirurgião plástico, a solução para as orelhas em abano é definitiva não necessitando de novas cirurgias mesmo após muito tempo e mesmo com o crescimento do paciente.

Cabe citação específica para os casos de grandes assimetrias entre as orelhas os quais podem gerar resultados mais modestos e limitados.